Colocar uma loja virtual no ar exige planejamento e pesquisas com os mais diversos fins. Nesse processo, os lojistas costumam deixar algumas coisas para trás, com a promessa de “pensar nelas mais tarde”. Isso é o que costuma acontecer no momento de otimizar a plataforma para SEO (Search Engine Optimization) e atualmente, esse é um erro que não pode mais acontecer.

É importante ter em mente que, por mais que a loja virtual tenha um bom layout, com bons produtos e preços atrativos, nada disso fará diferença se ela não puder ser encontrada através dos mecanismos de busca. Para fazer com que isso aconteça, existem algumas técnicas de SEO que podem ser aplicadas.

Escolha da plataforma de e-commerce

O primeiro passo é tomar cuidado na escolha da plataforma. É importante que ela esteja preparada para SEO, possibilitando a customização de títulos, descrições, URLs, entre outras coisas. Uma plataforma limitada influencia negativamente as vendas da loja virtual, por isso, faça uma boa pesquisa antes de optar por determinado modelo.

Título das páginas

O título é um dos atributos determinantes para um bom ranqueamento nos mecanismos de busca. Ele deve conter o nome do produto e as palavras-chave mais importantes, tudo isso cumprindo seu papel de ser atraente para o usuário sem nunca ultrapassar os 70 caracteres. Pensar em um bom nome não é fácil, mas todo o trabalho duro vale a pena. Lembre-se de que um título bem-feito pode render uma boa posição nos buscadores.

Descrição dos produtos

Ao cadastrar a descrição de seu produto ou serviço, não cometa o erro de duplicar as informações. O conteúdo deve ser exclusivo para cada página – isso impede que sua loja seja penalizada pelos buscadores. Também é preciso tomar cuidado com erros gramaticais e de digitação. Além de prejudicar a imagem da empresa, isso torna a tarefa dos mecanismos de busca muito mais difícil. Afinal, como ele irá encontrar algo que foi escrito incorretamente?

URLs amigáveis

URLs amigáveis são facilmente localizadas e mais agradáveis aos olhos do cliente. Isso porque, somente ao ler a informação, ele consegue entender do que aquela página se trata. Agora imagine a seguinte situação: você tem duas opções de URL e precisa escolher uma. Entre o endereço sualoja.com.br/prod.php?id=4569/ e o sualoja.com.br/vestido-floral/  qual deles parece ser o melhor? Obviamente o segundo, não é? Apenas lendo a URL, sabemos que trata-se de um vestido floral.

Essa técnica facilita o entendimento dos usuários e, consequentemente, o dos mecanismos de busca.

Categorias

Você já sabe que, em um e-commerce, as categorias servem para segmentar os produtos. Mas se eu te disser que elas são mais do que isso? Pois bem, além de deixar a loja virtual mais organizada e agradável ao cliente, elas possuem um papel fundamental para o SEO. Portanto, está na hora de prestar atenção e separá-las corretamente, com palavras-chave relevantes.

Meta tags

Existem duas meta tags com as quais você precisa se preocupar no momento de cadastrar um produto em sua loja virtual: a meta título e a meta descrição. Lembre-se que as informações inseridas nesses campos devem ser objetivas e atraentes, pois elas irão aparecer nos buscadores e devem resultar em cliques. Tome cuidado com o tamanho do texto – recomenda-se menos de 160 palavras – e mais uma vez, utilize palavras-chave relevantes.

Comentários e avaliações dos clientes

Os comentários e as avaliações dos clientes não são muito valorizados pelos lojistas, mas também são relevantes tratando-se de SEO. Receber esse feedback é muito importante, pois além de estreitar o relacionamento do consumidor com a marca, esse retorno faz com que os pontos fortes e fracos da loja sejam ressaltados. Tudo isso sem contar que sua página estará sempre atualizada com novos conteúdos e os internautas se sentirão mais seguros ao efetuar suas compras, amparados por opiniões positivas/negativas de outras pessoas.

Blog

Atualmente, muitas empresas estão apostando em blogs com assuntos relevantes para o público-alvo da marca. Criar conteúdos relacionados ao seu nicho de mercado é uma ótima maneira de firmar um relacionamento com o leitor e claro, aumentar as vendas. Se optar por essa prática, tenha em mente que um blog demanda tempo e dedicação, então, nada de assumir responsabilidades que você não tem a disposição de cumprir.

Citamos apenas algumas das técnicas de SEO que podem ser aplicadas em seu e-commerce. Lembre-se de que esse é um trabalho contínuo, portanto, não existe nenhuma fórmula mágica. Não esqueça de medir os resultados para saber se você está indo pelo caminho certo.

Esse conteúdo foi produzido por nossos parceiros da Signashop, uma plataforma em Magento que oferece uma solução prática para quem deseja criar uma loja virtual de qualidade com investimento justo.

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.