O marketing de conteúdo é uma das estratégias mais dinâmicas do marketing. Isso porque, de tempos em tempos, além de surgirem novas plataformas, a forma com que as pessoas consomem conteúdo se modifica.

Pensando nisso, resolvemos listar as principais mudanças no marketing de conteúdo que devem ocorrer ao longo de 2016. Acompanhe!

Empresas brasileiras passarão a perceber o valor do marketing de conteúdo

Recentemente, divulgamos um estudo feito pela Tracto em parceria com o Content Marketing Institute e com o apoio da Contentools. A pesquisa mostrou que seis em cada dez empresas brasileiras usam marketing de conteúdo para alcançar resultados reais em vendas e retenção de clientes. No entanto, 24% das empresas dizem estar nos estágios iniciais de suas estratégias.

A boa notícia é que duas em cada três empresas brasileiras pretendem aumentar  os investimentos em marketing de conteúdo em 2016. Porém, a média de investimento, segundo a pesquisa, não será mais do que 25% do orçamento anual de marketing.

Ainda temos muito o que avançar, mas esses números mostram que as empresas nacionais já perceberam que ter uma boa estratégia de conteúdo pode fazer toda a diferença.

Dispositivos móveis serão os principais meios de acesso aos conteúdos

Até recentemente, a estratégia de conteúdo web era concentrada principalmente nas necessidades do usuário de desktop. Em 2015, houve uma mudança perceptível nessa linha de pensamento, em grande parte devido ao aumento acentuado no número de usuários móveis — em 2015, o número de acessos via 4G chegou a 22,6 milhões em todo o Brasil. Usuários mais móveis do que nunca, estão usando seus dispositivos
para interagir nas redes sociais, acessar notícias e entretenimento, usar aplicativos, se comunicar, ver conteúdo em audiovisual etc.

Esse comportamento aumentará em 2016. De acordo com um estudo divulgado pela Cisco, o crescimento do tráfego móvel no pais deve chegar a 45% até 2020. Por isso, quem produz conteúdo deve pensar nos usuários móveis como prioridade, o que inclui formatos de conteúdo, tempo de leitura, usabilidade etc.

— Leia também: 4 tendências quentes de marketing mobile para 2016

Vídeos assumirão importância significativa nos formatos de conteúdo mais acessados

O mesmo estudo da Cisco revela que entre os formatos de conteúdo mais acessados, os vídeos móveis terão destaque. A busca por mais resolução, largura de banda e velocidade de conexão mostra que entre os aplicativos mobile, os vídeos devem se destacar a partir deste ano.

Essa tendência foi contemplada num artigo publicado no portal da revista Forbes pelo estrategista americano de marketing online, Jayson DeMers. Baseado no aumento estratosférico do número de visualizações do YouTube, que já é o segundo maior motor de buscas da internet, o executivo acredita que “o conteúdo de vídeo irá se tornar a força vital das marcas modernas”.

A boa notícia é que não é preciso começar do zero. Redirecionar parte do conteúdo já publicado em texto para formato de vídeo é uma maneira simples de entrar nessa tendência sem a necessidade de produzir novidades. “Graças às soluções de vídeo modernas e plataformas de edição simplificadas, a capacidade de criar conteúdo nunca foi tão fácil”, destaca DeMers.

— Leia também: 4 formas inteligentes para combinar content marketing com SEO

Que tal? O que você achou dessas mudanças no Marketing de Conteúdo em 2016? Você está preparado? Deixe um comentário!

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.