Empresas dos mais diferentes segmentos vêm investindo na geração de certificação própria com o objetivo de qualificar seu público e também desenvolver seu posicionamento no mercado. Porém antes que de apostar nesta tendência, é essencial entender o que é uma certificação e quais são seus benefícios.

O que é uma certificação

A certificação é um instrumento que atesta que um indivíduo detém o conhecimento de um determinado tema. Para a empresa, certificar significa se posicionar como líder nesta área, ou como a referência em qualidade naquele assunto. Afinal, ao ensinar sobre um tema, você afirma para o mercado que é profissional nele.

Logo, as pessoas começarão a buscar essa certificação para mostrar que estão prontas para trabalhar naquele segmento e também que aprenderam sobre o tema com a companhia que se tornou referência no mesmo.

Deste modo, a certificação própria se torna também uma ação de marketing efetiva com um ROI bastante alto, uma vez que atualmente as soluções para iniciar uma certificação requerem um investimento baixo.

Isso torna a certificação um instrumento poderoso tanto para empresas certificadoras quanto para as pessoas certificadas. É um ganha-ganha. Alguns dos benefícios de investir em um recurso desse tipo são:

  • Desenvolver seu mercado – ensinando pessoas;

  • Posicionar seu serviço como uma referência nesse mercado;

  • Posicionar-se como líder;

  • Firmar sua marca;

  • Viralizar sua marca em currículos, anúncios, mídia espontânea, etc.

Empresas que utilizam a certificação própria para dominar o mercado

Microsoft

A Microsoft é, hoje em dia, uma enorme fornecedora de infraestrutura básica de ciência da informação. Isto é: ter uma certificação da empresa é essencial para os profissionais dessa área. Assim, é possível conseguir mais visibilidade, credibilidade e também, aumento nos lucros, seja você um prestador de serviços ou colaborador.

Sabendo da relevância das certificações devido ao mercado acelerado da tecnologia, a empresa disponibiliza o Microsoft Virtual Academy (MVA), plataforma de e-learning. Nela é possível realizar diversos cursos livres que podem fornecer um extenso auxílio na qualificação de um profissional.

Quanto melhor o colaborador conhece a plataforma Microsoft, melhores serão os resultados que este irá extrair dela. Isso aumenta a produtividade dentro das empresas que utilizam as certificações Microsoft e também funciona como divulgação. Afinal, quanto melhores os resultados na empresa, maior a possibilidade de recomendação do curso e do reconhecimento da plataforma.

Hubspot

A empresa americana tem mais de 21 mil clientes cerca de 90 países. Ela é uma prova de que a certificação própria dá resultado. Além da plataforma de vendas e inbound marketing, a Hubspot também lançou a Hubspot Academy para oferecer certificações devido à grande demanda por cursos de qualidade na área.

Ao fazer o cadastro no site da companhia, você se depara com 14 opções de certificações variadas. Elas são oferecidas em seis idiomas e também são divididas em cinco categorias: vendas, parceiro, marketing, entrega e projeto. No Brasil, existem diversas instituições que utilizam as certificações da Hubspot para desenvolver e otimizar seus resultados.

Dois pontos chamam a atenção: a maneira como a Hubspot aumenta sua quantidade de leads ao pedir o cadastro na hora de oferecer a certificação; e também a maneira como outras empresas utilizam e também valorizam sua certificação para contratar e também qualificar colaboradores.

Como criar uma certificação própria

Antes de gerar um certificado, a empresa deve definir para quem este será produzido. A partir de então, é possível definir qual será o conteúdo, linguagem e formas de avaliação utilizadas para colocar em prática a criação do certificado. Após definir isso, é hora de começar a planejar e produzir o conteúdo da sua certificação.

Se sua empresa já utiliza uma estratégia de Marketing de Conteúdo, é possível até utilizar parte deste material também para a certificação. A Contentools e a EADbox já fizeram até um webinar sobre este assunto!

Recomendamos que você faça todo o processo utilizando cursos online em uma plataforma EAD que seja otimizada para trabalhar com certificações. Desse modo, seu processo será escalável e também facilmente gerenciável (lembramos que seu objetivo é produzir milhares de certificados ao mês). Por isso, é necessário um sistema que emita e também gerencie o curso e os certificados de forma automática.

Como promover uma certificação

Para promover sua certificação própria, você deve utilizar os mesmos canais de marketing com que sua empresa já trabalha. Ou seja, divulgação no site, blog, redes sociais, e-mail marketing, etc.

A diferença é que, com a certificação, a empresa passa a ter uma escola online, onde ela deve disponibilizar cursos e gerenciar os certificados. Estes ambientes são também conhecidos como plataformas EAD ou LMS, então vale a pena investir em uma divulgação mais robusta, com campanhas grandes e anúncios pagos. Afinal, abrir sua própria escola online é um grande passo para qualquer empresa, e merece destaque.

É recomendável que a empresa já esteja madura no processo de marketing de conteúdo antes de lançar uma certificação. Dessa forma, irá dominar os processos de criação e distribuição de conteúdo.

Como oferecer sua certificação

Seu certificado pode ser distribuído de forma gratuita ou você pode vendê-lo. Caso opte por vender, pode utilizá-lo como um valor adicional à compra do seu produto, ou seja, se um cliente compra um plano mais completo, você pode recompensá-lo com um desconto exclusivo no valor da certificação.

Você também pode usar o valor da certificação própria como uma oferta de entrada. Muitas pessoas que não estão preparadas ou que ainda não têm orçamento suficiente para investir em seu produto podem preferir por comprar antes o seu certificado. Fazer a venda da certificação é uma maneira de começar a preparar este potencial cliente.

Lembramos que a venda da certificação já paga todo o investimento no processo de oferecê-la em si, e isso é muito bom financeiramente falando.

Já entre as vantagens de oferecer uma certificação gratuita está a possibilidade de alcançar um público bem maior que ainda não pensa em investir em sua solução. Neste caso, sua empresa está criando, junto com a oferta do certificado, um grande canal de marketing e geração de leads.

Como utilizar certificação para gerar leads

O objetivo da certificação própria é ajudar a empresa a se tornar líder, fazendo com que ela desenvolva seu mercado. Por isso, cada pessoa que passa pela certificação é um lead, potencial influenciador ou decisor na compra do produto.

Sendo assim, a certificação deve ser tratada como um canal de aquisição de leads. As pessoas certificadas podem ser consideradas leads de meio ou até fundo de funil, dependendo de como você produz a certificação. Nas últimas aulas do seu certificado, você pode preparar a pessoa para adquirir seu produto.

Por tudo isso, a certificação é um excelente instrumento de marketing de conteúdo para seu público.

Chegou a hora de apostar na sua certificação própria!

Mostramos para você que as vantagens de investir nas certificações são inúmeras e funcionam para todas as empresas que desejam decolar. Investir em certificação é um processo mais econômico (tanto em tempo quanto em recurso) que outras táticas para ganhar mercado. Isso aperfeiçoa o processo e faz com que sua certificação ganhe escala.

Está esperando o que para começar a produzir sua própria certificação e dominar seu mercado?

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.