Você já produz conteúdo, já se preocupa com SEO, periodicidade e outras questões relacionadas à sua estratégia de marketing digital, certo? Mas depois que você tem os conteúdos prontos, o que você pode fazer com eles?

Distribuir em redes sociais, utilizar a sua base de contatos para disseminar os materiais e, claro, trabalhar todos os leads que você já tem para que eles se tornem clientes potenciais. Contudo, não basta você desenvolver uma única newsletter e disseminá-la por e-mail marketing para sua base. Você precisa entender como atingir as pessoas certas no momento certo. Por isso, neste artigo, vamos abordar um processo essencial no marketing digital: fluxo de nutrição.

Mas o que é de fato um fluxo de nutrição?

Fluxo de nutrição é a estratégia de criar um relacionamento duradouro com a sua audiência de forma que no momento em que ela for tomar uma decisão de compra, ela saiba que os seus produtos ou serviços são as melhores opções existentes. A estratégia consiste em educar os potenciais clientes sobre o mercado tornando-se uma fonte confiável de conhecimento, autoridade no tema e referência sobre o assunto. Esse processo só é possível aprofundando o
conhecimento existente sobre o público que consome seu conteúdo, ou seja, definindo as buyer personas.

Tenha personas bem definidas

Você já sabe que não é possível ter uma estratégia eficiente de marketing digital se você não souber quem é a sua audiência. A partir do momento que você sabe quem é o seu público e quais são suas problemáticas, você pode desenvolver um fluxo de nutrição baseado nas principais dores das suas personas, ajudando-as com a identificação de seus sintomas e apontando soluções disponíveis para os seus problemas.

Entenda a jornada de compra do cliente

O marketing de conteúdo funciona melhor quando elaborado em um determinado contexto. Para conversar com a pessoa correta, no momento correto e com o assunto ideal é preciso conhecer profundamente a jornada de compra de seu cliente. Mapear o estágio de descoberta, de interesse e de consideração, bem como quais são as dúvidas, soluções e escolhas feitas em cada momento é imprescindível para entregar conteúdo de valor para o público-alvo. Separar cada persona dentro desses três estágios do processo de compra facilita muito a produção de conteúdo: você saberá se deve escrever sobre os interesses e as dificuldades do seu público, sobre as soluções presentes no mercado ou se já é o momento de falar sobre o que sua empresa tem de melhor para oferecer.

Monte um content map da sua estratégia de conteúdo

Depois que você definiu a jornada de compra de seus clientes e já sabe quais serão as grandes temáticas abordadas em cada um dos estágios, é preciso organizar a produção de sua estratégia de comunicação. O calendário de conteúdo da plataforma Contentools é um dos lugares possíveis de definir essa estrutura. Nesse momento da sua estratégia, você deve organizar mensalmente, semestralmente ou anualmente as temáticas que serão produzidas, as personas que serão atingidas e quais os tipos de conteúdo serão elaborados. Além disso, é necessário pré-definir a frequência com que cada uma das personas em cada um dos estágios será impactada com o conteúdo ideal. Ter o controle de quais blog posts, ebooks, social posts e webinars serão lançados é fundamental para metrificar os resultados de uma campanha de conteúdo.

Pegue os dados corretos nas landing pages

Com seu mapa de conteúdo feito, você saberá quais serão os materiais que direcionam o seu público para novas etapas do seu fluxo de nutrição. Você terá definido quais os conteúdos topo de funil que direcionam para o meio do funil e quais os conteúdos meio de funil direcionam para o fundo do funil. Com essa estruturação é importante que as páginas responsáveis por essa conversão (as landing pages) contenham  um questionário adequado ao momento que a audiência se encontra. Cada dado conseguido em uma landing page é uma informação valiosa para o time comercial qualificar as possibilidades de venda para o lead captado.

Defina o lead score

Lead score é a pontuação dada a cada lead de acordo com a probabilidade de que ele se torne um cliente. A pontuação é feita a partir das respostas captadas nas landing pages. Por exemplo: se o público-alvo da sua empresa é formado por Diretores de Marketing e na sua landing page uma das respostas possíveis para a pergunta “cargo” é “Diretor de Marketing”, o lead que responder a essa pergunta com a resposta específica terá uma pontuação maior aos olhos do time comercial devido à maior probabilidade de fechamento da venda.

Ter definida a pontuação de cada uma das respostas facilita e molda a forma  com que o time comercial se relacionará com as oportunidades de venda apresentadas.

Planeje o envio dos e-mails marketing

Depois dos conteúdos produzidos para a audiência correta, começa o estágio de distribuição desses materiais. Uma forma de fazer isso é através do e-mail marketing para a sua base de contatos. Nesse momento, ela já deve estar dividida de acordo com a persona e o momento do estágio de compra em que ela se encontra.

Uma dica importante é realizar testes A/B: envie dois e-mails diferentes com chamadas para ações diferenciadas a um mesmo grupo de personas em um mesmo estágio de compra. Dessa forma, você conseguirá mensurar que tipo de campanha é mais efetiva para o seu negócio.

Agora que você já sabe o que é fluxo de nutrição e como mensurar as probabilidades de venda, o que acha de escalar a forma como você gerencia o seu marketing de conteúdo?

Contentools: Content made with love.

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.