Os vídeos têm ganhado cada vez mais espaço na internet

Anos atrás, quando o Youtube ultrapassou o site de buscas do Yahoo em número de pesquisas realizadas, um fato ficou bastante explícito: conteúdo em vídeo tem ganhado cada vez mais relevância.

Em 2017, conteúdo em vídeo já representa 74% de todo o tráfego da internet. Além disso, o Youtube é considerado o segundo maior motor de buscas da internet e o terceiro site mais acessado do mundo, atrás apenas do Google e do Facebook.

Com base nisso, uma pergunta parece ser inevitável: O conteúdo em vídeo vai destruir o texto no Marketing de Conteúdo?

Após um extenso processo de pesquisa, cheguei a duas conclusões:

  1. O conteúdo em vídeo não acabará com a importância do texto;
  2. Uma estratégia de Marketing de Conteúdo é mais eficiente quando envolve tanto conteúdo em texto, quanto conteúdo em vídeo.

Abaixo descrevo os principais motivos que me levaram a essa conclusão.

Diferentes tipos de pessoas preferem diferentes tipos de conteúdos

Video ou Texto?

A ClickTale classifica os consumidores de conteúdo entre dois tipos de visitantes:

Os “Visitantes Orientados por Objetivo” possuem uma necessidade específica em mente. Esse tipo de visitante está em modo de busca, visando resolver essa necessidade e operando em um nível cognitivo mais alto. É o tipo de visitante que geralmente irá interagir melhor com conteúdos em texto.

Já os “Visitantes Não Intencionais” geralmente consomem conteúdo de forma casual, muitas vezes em busca de entretenimento. Esses tipos de visitantes naturalmente utilizam um nível cognitivo mais baixo e dependem de fatores como Call to Actions e outras estratégias de marketing para orientá-los a longo de uma interação com uma marca. São tipos de visitantes mais propensos a consumir conteúdos em vídeo.

O ideal é que você consiga suprir ambos os tipos de visitantes em sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

Senso de controle

Video ou Texto?

A psicóloga Liraz Margalit afirma que ao assistir um vídeo, as pessoas de forma inconsciente abrem mão da percepção de controle absoluto do ambiente a sua volta. Ela compara a experiência de assistir um vídeo a uma atividade mais passiva, uma espécie de “fuga mental”.

O fato é que nem todos os tipos de pessoas se sentem confortáveis em abrir mão do senso de controle. Alguns visitantes preferem ter total controle da situação ao interagir com um site. É o tipo de pessoa que provavelmente irá preferir um conteúdo em texto,  tendo a liberdade de pular parágrafos que lhe interesse menos e reler passagens que lhe interesse mais, ditando assim o ritmo da interação com o conteúdo.

SEO possui grande dependência textual

Texto ou Video?

Se nenhum dos motivos anteriores conseguiu convencer você sobre a relevância do texto, certamente um vai: SEO.

Posso afirmar que a maioria dos profissionais e empresas com quem tenho conversado aqui Contentools possuem um objetivo em comum: serem encontrados na busca orgânica do Google.

Apesar de toda a relevância que o Google e outros mecanismos de busca possuem na estratégia digital das empresas, motores de buscas são limitados de acordo com a maneira que eles localizam e interpretam conteúdo. O texto, portanto, tem um papel fundamental nesse processo: motores de busca dependem de texto para rastrear e indexar conteúdos.

E vale lembrar que até mesmo em conteúdos em vídeo o texto é importante: títulos, descrições e palavras-chave,  por exemplo, são fatores determinantes para o bom ranqueamento de um vídeo no Youtube.

Conclusão

Os números não mentem: os internautas adoram vídeos.  Mas não se engane ao pensar que a popularidade do vídeo significa que o texto está com seus dias contados no Marketing de Conteúdo!

A tendência é vermos cada vez mais a união entre texto e vídeo, além da adoção de diferentes canais de distribuição e formatos de conteúdo, visando assim potencializar os resultados das estratégias digitais das empresas.

Gostou desse artigo? Não deixe de comentar e compartilhas nas suas redes sociais. Necessita de ajuda com seu Marketing de Conteúdo? Entre em contato com um de nossos consultores.

 

(crédito de imagem: http://www.ypecinevideo.com.br/blog)

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.